De saída?

Ministros e petistas acreditam que Levy sairá da Fazenda na virada do ano, diz Folha

Segundo a coluna Painel, nada indica que o ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, ocuparia o cargo de Levy; governo vê que uma saída agora do ministro levaria o dólar a R$ 4,50

SÃO PAULO – Como já apontado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro da Fazenda Joaquim Levy deve realmente ter um “prazo de validade. Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, os ministros e petistas preveem a saída de Levy do cargo na virada do ano.

Porém, para evitar uma saída traumática, os petistas desejam que Levy tenha pelo menos uma vitória para chamar de sua, o que reduziria a possibilidade do ministro sair “atirando”. 

Dilma Rousseff, entretanto, resiste às pressões e, até mesmo Lula, não vê o desembarque agora como oportuno.

PUBLICIDADE

Segundo a coluna Painel, nada indica que o ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, ocuparia o cargo de Levy. Nos últimos dias, os rumores de que Lula estaria trabalhando para colocar Meirelles no cargo só aumentaram. 

Na reunião com Dilma no Alvorada, Lula brincou sobre a extensão da reforma ministerial, de acordo com a coluna: “Só faltaram o Levy e o Cardozo (ministro da Justiça)” com ironia sobre a especulação de que defende a exoneração de ambos.

Ontem, de acordo com o colunista do Valor Econômico, Raymundo Costa, citando fontes do PT, a entrada de Meirelles no lugar de Levy resolveria metade dos problemas da presidente Dilma Rousseff, pois sinalizaria ao mercado que o intervencionismo da presidente ficou para trás.

Mostraria que Lula está efetivamente no comando, o que todos aqueles ao lado do ex-presidente evitam falar abertamente para não ferir a suscetibilidade de Dilma e atrapalhar mais uma vez a mudança, afirma o colunista. “Meirelles seria um ministro forte ligado a Lula; Levy, um ministro sem força para se opor à heterodoxia da presidente da República”, destacou.

O governo, informa a coluna da Folha, já mediu o impacto de uma saída do titular da Fazenda agora. O dólar chegaria rapidamente à marca de R$ 4,50. Por outro lado, o ministro da Secretaria do Governo, Ricardo Berzoini, avaliou em encontro com líderes partidários na última terça-feira que a cotação da divisa cairia para R$ 3,60 se os vetos de Dilma sejam mantidos no Congresso. 

Deixe seu melhor email e receba a planilha com o preço das ações do Ibovespa em dólar: