Ministros do partido de extrema-direita da Grécia pedem renúncia, diz agência

Notícia vem após o líder do partido votar contra as novas medidas de austeridade exigidas pelos credores internacionais

SÃO PAULO – Os ministros do partido da extrema-direita grega, o LAOS, anunciaram sua renúncia nesta sexta-feira (10), de acordo com a ANA (Agência de Notícias de Atenas). O partido é uma das três forças que compõem a coalizão governista da Grécia.

A notícia vem após o líder do partido votar contra as medidas de austeridade exigidas pelos credores internacionais em troca do segundo pacote de resgate à Atenas.

O anúncio já foi feito ao primeiro-ministro grego, Lucas Papademos, que, agora deve decidir se aceita ou não o pedido. O partido conta com quatro membros no gabinete de Papademos.