Preso em Curitiba

Ministro do STF nega 35 habeas corpus a favor de Lula em um dia

Os pedidos são de pessoas que não fazem parte da defesa de Lula, sendo o mais antigo de 16 de abril e o habeas corpus mais novo apresentado em 22 de maio

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Na última segunda-feira (28), o ministro relator dos processos da Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), Edson Fachin, negou 35 habeas corpus a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba desde o dia 7 de abril. As informações são do jornal O Globo.

Segundo a publicação, os pedidos são de pessoas que não fazem parte da defesa de Lula, sendo o mais antigo de 16 de abril e o habeas corpus mais novo apresentado em 22 de maio.

Fachin afirmou que qualquer pessoa pode apresentar um habeas corpus em nome de outra, mas que a situação só é relevante quando o preso não tem advogado, o que não é o caso de Lula. Por isso, o ministro ressalta que “deve ser prestigiada a atuação da defesa constituída” pelo ex-presidente.

PUBLICIDADE

Desde a prisão do petista, outros 23 habeas corpus já foram negados pelo STF, sendo 12 por Fachin, dez pela presidente do Supremo, a ministra Cármen Lúcia, e um último por Alexandre de Moraes. Ainda existe um outro pedido não julgado, que está no gabinete do ministro Marco Aurélio Mello.