AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CFO da Iguatemi fala sobre os números da empresa e o futuro dos shoppings; assista

Por Dentro dos Resultados: CFO da Iguatemi fala sobre os números da empresa e o futuro dos shoppings; assista

Ministro do Planejamento desmente desentendimento entre Meirelles e Mantega

Para Paulo Bernardo, rumores de que os dois estariam divergindo quando à política monetária para o País é especulação

SÃO PAULO – O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, desmentiu que haveria desentendimento entre o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, em relação ao aumento da taxa de juros básico do País.

“Não vejo divergência nenhuma, vocês estão completamente enganados. Evidentemente, tem um setor do mercado financeiro que, a qualquer frase de ministro, quer interpretar. Temos que ter muito cuidado, tem muita gente que joga com isso, é especulação”, declarou após participar da apresentação da nova família de cédulas do real.

Meirelles e Mantega também participaram da reunião, mas preferiram não responder às perguntas dos jornalistas. De um lado, Mantega pede estabilidade da taxa de juros, para que o Brasil possa crescer. De outro, Meirelles alerta que o ritmo de expansão poderia fazer ressurgir a inflação. Bernardo tentou amenizar as suposições e disse que “um ministro dar mais ênfase para um dos aspectos, se o mercado de trabalho está mais forte ou menos forte, não é motivo para a gente ter turbulências”.

PUBLICIDADE

PSDB
Paulo Bernardo aproveitou também para dizer que o PSDB já afirmou que mudará a política para inflação, câmbio e política de juros. “Acho que seria bom se eles dissessem logo que mudanças substanciais serão essas. Isso, sim, é que poderia ser interpretado”, concluiu.