Eleições

Ministro diz que campanha de Dilma está em um momento “delicadíssimo”

Gilberto Carvalho ainda falou sobre Pernambuco, destacando que é uma questão de honra o PT ganhar lá: "Espero que Eduardo Campos, na luz de Deus, tenha reconhecido o que Lula fez no estado"

SÃO PAULO – Em uma ofensiva contra a candidatura de Aécio Neves (PSDB) em visita a Pernambuco, o ministro-chefe da Secretaria da Presidência da República, Gilberto Carvalho, afirmou que a campanha eleitoral da presidente Dilma Rousseff vive um momento “delicadíssimo”. Carvalho ainda conclamou a militância a ir às ruas para reverter o resultado do primeiro turno. As informações são do jornal O Globo

“Atravessamos um momento delicadíssimo da nossa campanha. Plantou-se um ódio enorme em relação a nós. Eu não sei o que foi aquilo. Em São Paulo, estava muito difícil andar com o broche ou a bandeira da Dilma. Em Brasília, a cidade estava amarela, sem vermelho. O ódio tem sido construído com a gente sendo chamado de ladrão. Com frequência, a gente vem sendo chamado com desprezo. Estamos sendo chamados de um grupo de petralhas que assaltaram o governo – disse o ministro, se referindo ao neologismo que funde ‘petista’ com ‘irmão metralha'”.

Carvalho ainda destacou que ganhar em Pernambuco é uma questão de honra e que o PT mostrará que o desenvolvimento no estado se deve aos investimentos “quase escandalosos” de Lula em seus mandatos. 

PUBLICIDADE

Espero que Eduardo Campos, na luz de Deus, tenha reconhecido o que Lula fez no estado”, afirmou. Ele ainda destacou que a classe média está refratária ao PT.