AO VIVO Aprenda a se proteger das armadilhas do trading e gerir seu risco no mercado

Aprenda a se proteger das armadilhas do trading e gerir seu risco no mercado

Ministro da Defesa do Japão renuncia, após comentar sobre bomba atômica

Fumio Kyuma indignou a população ao declarar que as bombas foram "inevitáveis" para impedir invasão soviética no país

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ministro da Defesa do Japão, Fumio Kyuma, renunciou ao cargo nesta terça-feira (03), após ter provocado polêmica ao justificar o lançamento das bombas atômicas americanas contra Hiroshima e Nagasaki durante a Segunda Guerra Mundial

Kyuma indignou a população ao declarar que as bombas foram “inevitáveis” para impedir uma invasão soviética no país. Mais tarde, o ministro se desculpou pelos comentários, que enfureceram japoneses e fizeram com que os opositores ao governo pedissem sua demissão.

Sobreviventes

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, declarou que é preciso se colocar na posição dos sobreviventes do ataque, já que, segundo ele, o país é o único que foi atingido por uma bomba atômica. As bombas lançadas pelos Estados Unidos nas duas cidades mataram mais de 360 mil pessoas em 1945.

Aprenda a investir na bolsa

A demissão acontece em um momento em que a popularidade do primeiro ministro está em queda,
a menos de um mês das eleições para o Senado.