Ministra do TSE suspende propaganda eleitoral de Dilma veiculada na véspera

Após pedido da coligação de José Serra, ministra considerou falta de clareza nos critérios exigidos para divulgação de pesquisa Datafolha

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A ministra Nancy Andrighi do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), determinou que a propaganda de Dilma Rousseff na última terça-feira (24) seja suspensa imediatamente. O motivo é o uso da mais recente pesquisa de opinião do Datafolha no programa que, na visão da ministra, não apresentou todas as informações exigidas na exibição de uma pesquisa de intenção de votos. 

A decisão foi baseada em um pedido da coligação “O Brasil pode mais”, que apoia o candidato à Presidência pelo PSDB, José Serra. Ao analisar a representação, Nancy afirmou que a gravação apresentada com a propaganda não era clara quanto à data de realização da pesquisa, tampouco em relação à margem de erro na coleta de dados. 

A ministra tomou sua decisão baseada no artigo 14 da Resolução 23.190 do TSE, que define os parâmetros para a transmissão de resultados de pesquisas de intenção de voto. Cabe dizer que a menção a concorrentes não é necessária, desde que o modo de apresentação dos resultados não induza o eleitor ao erro quanto ao desempenho de um candidato em relação aos demais.

Aprenda a investir na bolsa