Agronegócio

Ministra da Agricultura se reúne com empresa de fertilizantes no Canadá

Investidor da Potash Brazil quer desenvolver a maior mina de potássio da América Latina na Amazônia

Por  Reuters -

A ministra da Agricultura do Brasil, Tereza Cristina, se encontrou no domingo (13) com representantes da empresa de fertilizantes Potash Brazil, em Ottawa, no Canadá como parte da viagem para garantir a oferta de insumos para o agronegócio em meio à invasão da Rússia à Ucrânia.

“Para que o nosso país continue aumentando a oferta de alimentos e contribuindo com a segurança alimentar mundial, precisaremos de fertilizantes potássicos”, afirmou a ministra em uma publicação no Twitter.

A Potash Brazil é uma empresa do investidor canadense Stan Bharti, que quer desenvolver a maior mina de potássio da América Latina na Amazônia, em um esforço para reduzir a dependência de agricultores brasileiros das importações de fertilizantes.

Segundo a ministra, a missão ao Canadá tem o objetivo não só de assegurar os níveis atuais de compras do Brasil, mas também expandi-las. “Podemos e devemos reforçar nossos laços e fortalecer parcerias de longo prazo. Isso significa, na prática, alimentos em quantidade e qualidade a preços acessíveis na mesa de todos”.

O Brasil lançou na sexta-feira (11) o plano nacional de fertilizantes, com o objetivo de reduzir a dependência do Brasil de importações desses produtos dos atuais 85% para 45% em 2050, em um momento em que o Brasil lida com alta nos preços desses insumos e de escassez devido à guerra na Ucrânia.

A Rússia é um dos maiores exportadores mundiais de fertilizantes e um dos principais fornecedores do Brasil. Embora a dependência externa do país tenha se acentuada com o conflito na Europa, o Ministério da Agricultura brasileiro diz que plano mira o longo prazo.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe