Polêmica!

Ministério Público na Suíça encontra US$ 5 milhões em contas de Eduardo Cunha

Os nomes de Cunha, sua mulher, Claudia Cruz, e de uma de suas filhas aparecem como reais responsáveis pela movimentação financeira

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O Ministério Público na Suíça encontrou cerca de US$ 5 milhões em contas controladas pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Além dele, os nomes de sua mulher, Claudia Cruz, e de uma de suas filhas também aparecem como reais responsáveis pela movimentação financeira.

Cunha desistiu de viajar para a Itália nesta quarta-feira (1), depois que a Procuradoria-Geral da República confirmou a existência de contas bancárias na Suíça, que serão investigadas pelas autoridades do país europeu. O peemedebista iria à Itália participar do Fórum Parlamentar Itália-América Latina e Caribe.

Quando perguntado sobre a desistência da viagem, Cunha se negou a comentar sobre o assunto e respondeu “Perguntem a ele (seu advogado). Não vou responder por nada que não seja pelo meu advogado”. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, procuradores da país europeu acharam, pelo menos, quatro contas, cujo controle é atribuído a Cunha.

PUBLICIDADE

A PGR ainda encontrou “disparidades” entre a renda do deputado declarada e os valores transferidos, além de registrar que parte dos depósitos vinha de contas que já estavam sendo rastreadas.

A Suíça investiga pagamentos relacionados à Petrobras desde o ano passado e, durante meses, pediu que bancos entregassem à Justiça detalhes sobre dezenas de contas. Mais de 300 delas já foram identificadas e bloqueadas. Segundo a nota do MP, “as informações do MP da Suíça relatam contas bancárias em nome de Cunha e familiares. As investigações lá iniciaram em abril deste ano e houve bloqueio de valores”.