Ministério do Planejamento reduz projeção de alta do PIB para 4,5% em 2011

Órgão também projetou que a receita do Governo neste ano terá uma redução líquida de R$ 464,5 milhões na arrecadação anual

SÃO PAULO – O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão informou nesta sexta-feira (20) a projeção para as receitas e despesas do Governo até o final do ano ao apresentar sua avaliação bimestral de resultados.

De acordo com o documento, foi mantido o esforço fiscal divulgado nas avaliações de fevereiro e março de R$ 50,1 milhões em relação ao volume total de gastos aprovado pelo Congresso Nacional para 2011. Ainda segundo a nota, foram levados em consideração a realização até abril e parâmetros macroeconômicos atualizados.

A receita primária total terá redução líquida de R$ 464,5 milhões na arrecadação anual ao passar de R$ 730,1 milhões para R$ 729,6 milhões em relação à previsão contida na primeira avaliação bimestral realizada em março. Já as estimativas para as despesas permanecem inalteradas em relação às primeira avaliação

PUBLICIDADE

O Ministério informou ainda que a previsão do crescimento real do PIB (Produto Interno Bruto) para este ano foi reduzido de 5% para 4,5%, enquanto a previsão para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) foi majorada de 5% para 5,7%, ainda compatível com a meta de inflação perseguida pela política monetária.