Pelo Twitter

“Minha obrigação é despachar os pedidos de impeachment”, diz Cunha

"Acho engraçado que ficam achando conspiração em tudo. Se eu aceitar é porque estou viabilizando e se rejeitar também estou viabilizando”, afirmou o presidente da Câmara

Aprenda a investir na bolsa

(SÃO PAULO) — “Meu papel é tão somente aceitar ou rejeitar os pedidos”, diz pres. da Câmara, Eduardo Cunha, em sua conta no Twitter neste domingo comentando reportagem da Folha de S.Paulo.

  • “Se eu aceitar instaura-se o processo. Se eu rejeitar cabe recurso, e se não houver recurso, é arquivado”
    • “Não tenho qualquer outro papel que não seja esse. Os que falam gostariam que eu mantivesse na gaveta, e isso não ocorrerá. A minha obrigação é despachar”
    • “Acho engraçado que ficam achando conspiração em tudo. Se eu aceitar é porque estou viabilizando e se rejeitar também estou viabilizando”
  • Folha de S.Paulo disse neste domingo que governo teme que, mesmo com mais espaço para PMDB na Esplanada, pres. da Câmara ponha em marcha nas próximas semanas o processo de abertura de impeachment de Dilma 

Leonardo Lara

Esta matéria foi publicada em tempo real para assinantes do serviço Bloomberg Professional.

Aprenda a investir na bolsa

Deixe seu melhor email e receba a planilha com o preço das ações do Ibovespa em dólar: