Mineradoras discutem novo imposto sobre lucro com governo da Austrália

Gigantes do setor querem suspensão da proposta de elevar para 40% o imposto sobre lucros anunciado pela Austrália

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As gigantes de mineração BHP Billiton, Rio Tinto e Xstrata se reuniram com o governo australiano nesta quarta-feira (16) para discutir a proposta de aumentar os impostos sobre os lucros das mineradoras que operam no país.

As discussões giraram em torno de três pontos centrais, que envolvem reflexos da medida tanto para os negócios das próprias mineradoras, quanto para a Austrália. O primeiro deles diz respeito às decisões de investimentos já tomadas que podem ser revistas caso a carga tributária aumente significativamente.

Impacto
Com isso, as empresas falam, no segundo tópico, que uma taxação dessa magnitude poderia prejudicar o volume de investimentos na Austrália, já que ela perde competitividade internacional em relação a outros mercados.

Aprenda a investir na bolsa

Em terceiro lugar, as mineradoras pedem manutenção em termos de contratos já feitos e os novos no que tange a impostos e royalties. O governo australiano quer elevar para 40% a taxa repassada ao estado sob os lucros das mineradoras.

Recentemente, a Xstrata anunciou a suspensão de AU$ 586 milhões (US$ 497 milhões) de gastos para desenvolver dois projetos diferentes em minas do país, alegando que eles não são viáveis com os novos impostos.