RADAR INFOMONEY AO VIVO Veja como os analistas avaliam os impactos do ressurgimento de casos de Covid nas bolsas e na economia

Veja como os analistas avaliam os impactos do ressurgimento de casos de Covid nas bolsas e na economia

Ida à China

Michel Temer vai às compras na China e irrita exportadores brasileiros

Exportadoras mandaram recados de que não gostaram das comprinhas do recém empossado presidente da República, diz coluna do jornal O Estado de S. Paulo

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Uma “inocente” compra de um par de sapatos e de um robozinho feita por Michel Temer na China no último final de semana causou insatisfação entre os exportadores brasileiros, que mandaram recados de que não gostaram das comprinhas do recém empossado presidente da República, informa a coluna de Vera Magalhães no Estado de S. Paulo. Isso porque a balança comercial do Brasil com a China é deficitária para calçados e brinquedos. 

No último domingo (4), Temer foi visto comprando sapatos e um robô de brinquedo em Hangzhou. Essa agenda de Temer era privada e não foi divulgada à imprensa, mas o passeio de Temer não escapou aos chineses e acabou ganhando as redes sociais do país. 

Um site local de Hanghzou destacou que o presidente ficou cerca de 50 minutos no shopping da cidade e gastou 798 RMB (cerca de R$ 388) em um par de sapatos de couro marrom e 399 RMB (R$ 194) em um cachorro-robô de brinquedo. A publicação destaca que os funcionários haviam sido alertados de uma “visita misteriosa”, mas não sabiam que seria o presidente do Brasil.

Aprenda a investir na bolsa

“Pessoas que faziam compras se surpreenderam com Temer experimentando sapatos novos em um shopping. Ele até posou para uma foto com a vendedora que o ajudou com os sapatos”, afirma a matéria da CRI. 

Ao ser questionado sobre a compra do sapato chinês, Temer comentou que teve de comprar sapato na China depois que o seu “quebrou”. “Meu sapato quebrou, quebrou o salto. E, daí, tive que comprar o sapato”, mostrando depois o seu calçado recém-adquirido. 

 

 

 

 

PUBLICIDADE