Segundo portal

Michel Temer admite ter sido “um pouco inconveniente” com Calero em diálogo; confira transcrição

Marcelo Calero acusa o presidente de também tentar interferir em decisão do Iphan sobre construção de prédio em Salvador

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em meio ao agravamento da crise instaurada no Palácio do Planalto após o pedido de demissão de Marcelo Calero (Ministério da Cultura), o portal G1 divulgou dois diálogos entre autoridades do governo, confirmando as gravações que o ex-ministro dizia ter feito e entregue à Polícia Federal.

No primeiro deles, o presidente Michel Temer chega a se desculpar por ter sido “um pouco inconveniente”, enquanto no segundo o secretário de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Gustavo Rocha, comunica ao ex-ministro que estaria dando entrada a um recurso no Iphan. Rocha também cita Temer ao lembrar da ideia de encaminhar o processo à AGU (Advocacia-Geral da União).

Calero acusa o então ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) de tentar interferir em decisão do Iphan para a liberação de construção de um prédio onde possuía apartamento comprado, em Salvador. O ex-ministro também afirma que o presidente Michel Temer também participou caso. Outros membros do Palácio do Planalto e da Esplanada dos Ministérios também estariam envolvidos.

PUBLICIDADE

Neste trecho, Calero comunica o peemedebista sua saída da pasta:

Marcelo Calero: Eu fiz uma reflexão muito grande de ontem pra hoje e agradeço…

Michel Temer: Pois não…

Marcelo Calero: … muito por o… por senhor ter insistido, mas eu realmente…

Michel Temer: …Hum…

Marcelo Calero: …quero pedir minha demissão e quero que o senhor aceite, por gentileza, porque eu não me vejo mais com… com condições e espaço de estar no governo.

Michel Temer: Interessante.

Marcelo Calero: É… então, assim…

Michel Temer: Tudo bem. Se você não… se é sua decisão, viu, o Calero, tem que respeitar. Ontem acho que até fui um pouco incoveniente, né? Insistindo muito pra você… pra você permanecer é.. confesso que não vejo razão pra isso mas você terá as suas razões.

No segundo, o secretário de Assuntos Jurídicos da Casa Civil — pasta comandada por Eliseu Padilha –, Gustavo Rocha, trata com o ex-ministro a situação do imóvel de Geddel:

Gustavo Rocha: É, eu… eu tô te ligando que… é… eu tô dando entrada com pedido protocolar. [Vou] protocolar o recurso lá no Iphan.

Marcelo Calero: Tá.

Gustavo Rocha: Vou protocolar uma cópia aí.

Marcelo Calero: Tá. Mas eu… eu… eu até falei com o presidente, Gustavo, eu não quero me meter nessa história não.

PUBLICIDADE

Gustavo Rocha: É, e o que ele me falou pra… pra falar era, “veja se ele encaminha, e num precisa fazer nada, encaminha pra AGU”. Falou isso comigo ontem, né? Aí eu falei “não, eu falo isso com ele”.