México: Merrill Lynch vê impactos positivos de eleição, mas mantém cautela

De acordo com relatório do banco, vitória de Calderón ajuda, mas não é suficiente para elevar recomendação underweight

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Mesmo com as perspectivas otimistas em virtude da vitória de Felipe Calderón (PAN) na corrida presidencial, a Merrill Lynch reiterou sua recomendação underweight (abaixo da média do mercado) para a renda variável mexicana frente a alternativas na América Latina.

De acordo com os analistas, Calderón representa a continuidade de uma política amigável, de forma que a Focus List da Merril Lynch no México deve ter uma performance superior neste contexto do que em um cenário de López Obrador com presidente.

Valorização de ações em moeda local deve ser tímida

Contudo, essa “euforia” não foi suficiente para elevar a posição do México perante os demais mercados da América Latina.

Aprenda a investir na bolsa

De acordo com o modelo de projeções dos analistas, as ações do país apresentam uma valorização potencial tímida, em moeda local, de 1,2% contra 28% do Brasil e 16% do Chile.