AO VIVO Fundador da Chili Beans fala sobre a gestão de crise da empresa na pandemia; assista

Fundador da Chili Beans fala sobre a gestão de crise da empresa na pandemia; assista

Mesmo se Obama for reeleito, Geithner deve deixar Tesouro dos EUA

Secretário deu entrevista à Bloomberg e disse que confia na vitória do atual presidente norte-americano

SÃO PAULO – Timothy Geithner, último homem da equipe econômica do presidente norte-americano Barack Obama ainda no cargo, não deve permanecer como secretário do Tesouro dos Estados Unidos, caso o democrata seja reeleito neste ano.

Em entrevista à rede de TV Bloomberg, ele mostrou confiança na permanência de Obama no comando da maior economia mundial, mas ao mesmo tempo afirmou que tem certeza de que não receberá o pedido para continuar à frente do Tesouro. “Ele terá o privilégio de ter outro secretário”, afirmou.

Mudanças no Tesouro
Durante o ano passado, Geithner já havia dito a autoridades da Casa Branca que pretendia sair assim que o impasse no Congresso dos EUA quanto à elevação do teto da dívida se resolvesse, segundo a Bloomberg. Ele já pensava em retornar a Nova York, onde foi presidente do Federal Reserve regional.

PUBLICIDADE

Enquanto à frente da filial novaiorquina do banco central, ele ajudou Obama a formular pacotes de resgate que auxiliaram os EUA a salvarem seu sistema financeiro quando a crise eclodiu em 2008.

Agora, para substituí-lo, estão cotados nomes como o chefe de gabinete do governo durante a gestão de Bill Clinton, Eskine Bowles, e o senador Kent Conrad, da Dakota do Norte. O atual titular da pasta, no entanto, não informou o que fará depois que sair de seu posto.