Mesmo se mantendo otimista, Lula cria gabinete de crise para lidar com pacotes

Presidente diz que o pior já passou e quem apostar em crescimento muito baixo no próximo ano vai "quebrar a cara"

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Durante a reunião do CDES (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social) deste ano, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou a criação de um gabinete de crise para acelerar os processos no Governo.

Segundo Lula, o objetivo da implementação dessa espécie de gabinete é acelerar o andamento das medidas que pretendem aumentar o volume de crédito para a economia e suavizar os impactos da crise financeira internacional para o País.

“A verdade é que a máquina está preparada para funcionar num processo de normalidade, mas quando estamos vivendo um processo de anormalidade, precisamos colocar uma pouco mais de óleo nessa máquina (…)”, afirmou o presidente.

“Crescimento garantido”

PUBLICIDADE

Otimista, mesmo após a equipe econômica do Governo ter revisado para baixo as estimativas para o crescimento econômico, Lula disse que “quem está apostando no crescimento muito baixo em 2009 pode quebrar a cara”, e que o pior já passou.