AO VIVO 7 passos para se tornar um trader de alta performance em 2021

7 passos para se tornar um trader de alta performance em 2021

Importante acompanhar?

Mesmo com popularidade em baixa, pesquisas mostram vitória de Dilma

Aécio Neves, principal candidato de oposição, tem 17% das intenções de voto, enquanto Eduardo Campos tem 9,9%

SÃO PAULO – As primeiras pesquisas de intenção de voto já foram divulgadas e ainda apontam uma vitória confortável de Dilma Rousseff nas eleições presidenciais deste ano. A presidente tem 43,7% das intenções de voto, de acordo com uma pesquisa da CNT/MDA, sobre o período de 9 a 14 de fevereiro. 

Esse é um avanço frente os 43,5% da última pesquisa. Aécio Neves, principal candidato de oposição, tem 17% das intenções de voto, enquanto Eduardo Campos tem 9,9%. O primeiro, candidato do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) viu suas intenções caírem de 19,3%, enquanto o outro, do PSB (Partido Socialista Brasileiro) viu elas crescerem de 9,5% na última pesquisa. 

As intenções de voto de Dilma subiram mesmo com a taxa de aprovação dela ter recuado de 39% para 36,4% nessas mesmas pesquisas. Embora atualmente a vitória de Dilma seja tida como fácil, há de se considerar que Aécio e Eduardo deverão ganhar força eleitoral quando o horário político começar – a própria Dilma não era a favorita neste mesmo ponto do ano quando concorreu em 2010.

A mudança no ritmo das pesquisas deverá impactar fortemente alguns ativos financeiros e na bolsa de valores. Empresas estatais, como Petrobras (PETR3; PETR4), Banco do Brasil (BBAS3) e Eletrobras (ELET3; ELET6), geralmente criticadas pela interferência excessiva do governo de Dilma Rousseff, são as que deverão mais ganhar valor.