Mesa decide divulgar os gastos dos senadores com verba indenizatória

Assim como já ocorre com os deputados, a divulgação dos gastos será feita através da internet, no site do Senado

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A Mesa Diretora do Senado decidiu nesta quarta-feira (7) divulgar os gastos dos senadores com verba indenizatória, como parte das medidas para aumentar a transparência na Casa.

A decisão ainda deve ser comunicada aos líderes dos partidos, mas segundo o presidente interino do Senado, Tião Viana, já é definitiva. Cada parlamentar recebe R$ 15 mil por mês para gastos com viagens e despesas no gabinete em seu estado.

O assunto já havia sido colocado em pauta em outras reuniões da Mesa, mas não houve consenso para uma decisão. Tião Viana disse que, dessa vez, a medida foi acertada por unanimidade entre os sete membros da Mesa. “Foi um passo positivo em favor da transparência”, afirmou.

Benefício pode ser extinto

PUBLICIDADE

A divulgação dos gastos será feita através da internet, no site do Senado. Serão disponibilizados os valores gastos com gasolina, viagens e gabinete no estado de origem. A discriminação dos gastos será feita, mas as notas fiscais e recibos não constarão da relação.

Atualmente, dos 81 senadores, apenas Jefferson Péres e Marco Maciel abriram mão de receber o benefício, mas a Mesa Diretora já decidiu iniciar o debate sobre a extinção da verba indenizatória.

Deputados já divulgam gastos

Na Câmara, os deputados já disponibilizam no site da Casa detalhes sobre os gastos com a verba indenizatória. Cada um divulga como gasta os R$ 15 mil mensais que recebe na verba.

Nos meses em que os parlamentares não utilizam todos os recursos, eles são autorizados a acumularem o dinheiro para aplicação no mês seguinte.