AO VIVO Por Dentro dos Resultados: CFO da Iguatemi fala sobre os números da empresa e o futuro dos shoppings; assista

Por Dentro dos Resultados: CFO da Iguatemi fala sobre os números da empresa e o futuro dos shoppings; assista

Merkel sugere que gregos realizem um referendo para discutir permanência no euro

Em seguida, o partido conservador grego rejeitou a necessidade de um referendo para provar que querem permanecer no euro

SÃO PAULO –  Em conversa por telefone com o presidente grego, Karolos Papulias, a chanceler alemã Angela Merkel sugeriu nesta sexta-feira (8) que a Grécia realizasse um referendo sobre a sua permanência na Zona do Euro. O referendo seria realizado no mesmo momento em que ocorre as eleições previstas para o dia 17 de junho.

A notícia foi veiculada pela imprensa internacional com base em um comunicado emitido pelo escritório do premiê, Panayotis Pikrammenos. “Merkel apresentou ao presidente ideias sobre realizar um referendo em paralelo com as eleições, para certificar se os cidadão gregos desejam permanecer na Zona do Euro”, disse o porta-voz Dimitris Tsiodras. “No entanto, é claro que o assunto está além da competência do governo interino”, completa o porta-voz.

Oposição
Na sequência da notícia, uma matéria veiculada pela imprensa internacional afirmou que a sugestão de Merkel foi rejeitada pelo o maior partido conservador da Grécia. “O povo grego não precisa de um referendo para provar que é a favor da permanência no euro”, disse Antonis Samaras, líder do partido conservador Nova Democracia, segundo as reportagens.