Mensalão: Valdemar Costa Neto confirma que o PL recebeu dinheiro do PT

Nesta terça-feira foi a vez do deputado federal prestar depoimento sobre seu suposto envolvimento no esquema

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Nesta terça-feira (18), foi a vez do deputado federal Valdemar Costa Neto prestar depoimento sobre seu suposto envolvimento no mensalão. Ele responde por formação de quadrilha, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O deputado disse que, durante o primeiro governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu partido “nunca votou qualquer matéria visando o retorno financeiro”. À época, Valdemar presidia Partido Liberal.

No depoimento, Costa Neto confirmou que a legenda recebeu cerca de R$ 7,4 milhões do Partido dos Trabalhadores, pois ambos os partidos estudavam fazer campanhas publicitárias conjuntas na eleição de 2002.

Aprenda a investir na bolsa

O deputado também afirmou que nunca recebeu dinheiro diretamente da agência publicitária do empresário Marcos Valério. Segundo ele, o dinheiro era recebido pelo ex-tesoureiro do PL, Jacinto Lamas, que lhe repassava o valor.

Interrogatórios

A denúncia contra os 40 acusados de participação no mensalão foi apresentada ao STF e pela Procuradoria Geral da República em 2006 e acatada pelo tribunal em agosto deste ano. Em novembro, o STF converteu o processo em ação penal e os acusados passaram a responder como réus.

O relator do caso no STF, ministro Joaquim Barbosa, já autorizou juízes federais de oito estados e do Distrito Federal a interrogar os acusados e receber a defesa prévia dos réus, como forma de agilizar o andamento do processo.