Meirelles se reunirá com Dilma na próxima semana para discutir permanência no BC

Atual presidente do Banco Central disse ainda ter convicção de que a recém eleita não interferirá na autonomia da autoridade monetária

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Henrique Meirelles confirmou nesta sexta-feira (19) que recebeu o convite da presidente eleita Dilma Rousseff para permanecer à frente do Banco Central. A reunião para discutir o assunto ocorrerá na próxima semana.

A afirmação do presidente do BC foi dada durante entrevista concedida na VI ECB Central Banking Conference, promovida pelo European Central Bank em Frankfurt, na Alemanha.

“Tem havido muitas perguntas sobre a questão da minha permanência ou não no Banco Central. Eu recebi uma mensagem através da equipe da presidente Dilma me convidando para termos uma conversa na semana que vem. Teremos, portanto, uma conversa sobre este assunto na semana que vem” foram as palavras de Meirelles.

Aprenda a investir na bolsa

Autonomia do Banco Central
O presidente do Banco Central disse ainda não duvidar que a autoridade monetária seguirá com ampla autonomia, uma vez que, segundo ele, Dilma afirmou isto por diversas oportunidades durante sua campanha eleitoral.

Meirelles atribuiu o “sucesso do atual governo” à autonomia do BC, discutida entre ele e Lula antes de assumir a presidência do Banco Central. Segundo Meirelles, conquistas como o controle da inflação, queda dos prêmios de risco e aumento do financiamento fomentaram o crescimento da economia brasileira nestes últimos anos.