Caso Temer caia...

Meirelles já discute eventual governo Maia e estabelece condição para seguir ministro, diz jornal

Ministro da Fazenda gostaria de mais autonomia, diz a Folha; procurada pelo jornal, a assessoria do ministro informou que ele jamais conversou sobre o tema com qualquer pessoa

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Considerado peça-chave em uma eventual mudança de comando no governo, Henrique Meirelles já discutiu de forma reservada a chance de seguir no Ministério da Fazenda se Michel Temer seja substituído por Rodrigo Maia, diz o jornal Folha de S. Paulo. 

Segundo o jornal, ele tem ouvido apelos para seguir no cargo em reuniões com aliados de Maia e investidores. Porém, ele tem uma condição para seguir ministro: garantia de maior autonomia à equipe econômica, especialmente em relação à escolha da cúpula do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Procurada pela Folha, a assessoria do ministro informou que ele jamais conversou sobre o tema com qualquer pessoa.

O mercado espera ter garantia de que a agenda de reformas defendida atualmente seja mantida em uma eventual substituição de Temer, que perdeu seu capital político por conta da denúncia de corrupção feita pela Procuradoria-Geral da República. Já Maia tenta convencer o setor financeiro de que pode retomar fôlego do governo e acelerar a votação no Congresso de projetos impopulares.

Aprenda a investir na bolsa

Segundo o jornal, a equipe econômica ainda tem outra preocupação: acredita que mudar em peças importantes do governo poderiam gerar dúvidas ao mercado sobre a manutenção da pauta de reformas, sendo uma das incógnitas a manutenção de Eliseu Padilha na Casa Civil. Apesar de embates entre as equipes política e econômica, Meirelles considerou Padilha um ator importante no avanço do projeto da reforma da Previdência.

O jornal ainda aponta que a dificuldade na retomada da economia estaria criando obstáculos para os planos políticos de Meirelles. Ele projetava uma candidatura ao Planalto em 2018, ancorada no discurso de que ele teria sido o idealizador de medidas que tirariam o país da recessão. 

“Temer e equipe econômica vão continuar”

Antes dessas especulações, Meirelles afirmou no sábado (8), em vídeo nas redes sociais do Planalto, que o governo do presidente Michel Temer “continua”. “Como já tenho dito em outras oportunidades, a nossa avaliação é que o presidente Temer continua, que esse governo continua, a equipe econômica está junto, foi escolhida por ele, vai continuar e esta trajetória de recuperação da economia é um fato, consolidado, e que irá em frente”, disse.

O vídeo tem duração de pouco mais de dois minutos, gravado antes da reunião deste sábado do G-20 e divulgado no começo do dia pela Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) do governo. Meirelles afirmou que a equipe econômica tem “todo o apoio” do presidente Temer. “Gostaríamos de transmitir às pessoas, consumidores, agentes econômicos, uma mensagem de que podem continuar investindo, podem continuar consumindo”, acrescentou o ministro. 

Meirelles disse que o País vai manter uma trajetória de crescimento e de recuperação da economia. Segundo o ministro, o País está saindo ou “talvez, mais provavelmente, já tenha saído da maior recessão da história”.

PUBLICIDADE

Confira o vídeo abaixo:

(Com Agência Estado)