Meirelles aprova cortes no orçamento para conter inflação

O presidente do Banco Central também afirmou que a economia brasileira cresce saúdavel, apesar da crise europeia

SÃO PAULO – Henrique Meirelles afirmou nesta quinta-feira (13) que os cortes de até R$ 10 bilhões no orçamento são importantes para conter a inflação. O presidente do Banco Central disse ainda que o crescimento da economia brasileira será sustentado, a despeito da crise europeia, que será monitorada de perto.

Para Meirelles, todos os esforços são válidos para frear a inflação. Ele aprova o corte de gastos de até R$ 10 bilhões, anunciado pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, nesta manhã, que deve ter efeito nas contas do governo já no próximo mês. O anúncio oficial é aguardado para o dia 20 de maio.

Em evento no Rio de Janeiro, Meirelles também afirmou que o Banco Central está monitorando atentamente o panorama da economia europeia. Caso uma crise de menor intensidade ou da magnitude da de 2008 ocorra, “o sistema brasileiro com câmbio flutuante e reservas elevadas permite serenidade no enfrentamento de crises, de aumento de aversão internacional ao risco”, disse Meirelles.

PUBLICIDADE

O presidente do BC concluiu suas declarações confirmando que o país tem todos os instrumentos para manter o equilíbrio e a trajetória de crescimento sustentado na economia, já que o fluxo de caixa continua positivo e o acúmulo de reservas é crescente.