Meirelles adia para quinta-feira decisão sobre seu futuro político

De acordo com deputados do PMDB, Meirelles teria dado indicações de que pode permanecer à frente do BC

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após reunião com o presidente Lula na tarde de terça-feira (30), Henrique Meirelles havia sinalizado que em 24 horas anunciaria a definição de seu futuro político. No entanto, nesta quarta-feira (31), o presidente do Banco Central afirmou que “não há nenhuma decisão tomada”, mas que irá decidir se fica ou não à frente do Banco Central no máximo até quinta-feira (1). 

De acordo com a Reuters, Meirelles teria sinalizado que pode permanecer no comando da instituição durante jantar com parlamentares do PMDB. “Acho que ele vai ficar, a não ser que tenha uma reviravolta”, afirmou à agência de notícias o deputado Eunício Oliveira. 

Meirelles teria dito durante o evento que caso saísse da presidência do Banco Central, não poderia exercer plenamente seu mandato no BIS (Banco de Compensações Internacionais, na sigla em inglês). Ele foi o primeiro presidente da autoridade monetária brasileira a ser indicado para o Conselho Diretor da instituição, e teria que largar o posto caso deixasse o BC. 

Aprenda a investir na bolsa

Futuro político
No entanto, caso decida disputar as eleições de outubro, Meirelles teria que se descompatibilizar do atual posto até dia 3 de abril. Alexandre Tombini, Diretor de Normas e Organização do Sistema Financeiro é o mais cotado a substituí-lo. Para o Bank of America Merrill Lynch, sua indicação deverá ser bem recebida em termos de impacto no mercado.