Política

Marta Suplicy chama medidas trabalhistas de “perversidade”

Marta participou de reunião na Comissão de Direitos Humanos do Senado com representantes de entidades sindicais para debater as medidas provisórias

arrow_forwardMais sobre

A senadora Marta Suplicy (PT-SP) voltou a fazer críticas, na manhã desta quinta-feira, às medidas provisórias apresentadas pelo governo Dilma Rousseff que alteram regras trabalhistas e previdenciárias. “Querer que trabalhadores paguem a conta, eu chamo de perversidade, crueldade e vai além da conta”, disse.

Marta participou de reunião na Comissão de Direitos Humanos do Senado com representantes de entidades sindicais para debater as medidas provisórias. Ela defendeu as emendas apresentadas aos textos, nove delas de sua autoria.

A petista fez críticas à atual estratégia de governo de seu partido. “Não tem sentido um governo do PT colocar essas medidas sem ter a sinceridade e o diálogo com quem é atingido, principalmente o trabalhador”, afirmou.

PUBLICIDADE