Eleições 2018

Marina Silva sobre Dilma e Temer: “farinha do mesmo saco”

Candidata foi questionada sobre seu posicionamento durante a votação do impeachment de Dilma Rousseff

SÃO PAULO – Marina Silva (Rede) foi a quarta candidata à presidência entrevistada pelos jornalistas William Bonner e Renata Vasconcellos no Jornal Nacional, da TV Globo, e questionada sobre seu posicionamento durante a votação do impeachment de Dilma Rousseff (PT), disparou: “Dilma e Temer são farinha do mesmo saco e angu do mesmo caroço. Ambos cometeram os mesmos crimes”, disse a candidata, que defendeu a cassação da chapa eleita em 2014. 

A candidata ainda precisou defender dois pontos frágeis de sua candidatura: sua capacidade de liderança diante do esvaziamento de seu partido e sua coerência ao trazer como vice Eduardo Jorge, do Partido Verde, do qual ela saiu em 2011 alegando divergências. “Não vejo incoerência nenhuma. Incoerência é fazer aliança por tempo de televisão”, acrescentou.

A candidata defendeu que a perda de metade de sua bancada no Congresso para outras siglas é “um processo natural em uma democracia” e que mantém uma relação de respeito com os ex-integrantes da Rede e também de seu partido antigo. Ela ainda argumentou que as ideias que defende é “capaz de unir pessoas de diferentes partidos para governar o Brasil”. 

PUBLICIDADE

A escolha de apoiar Aécio Neves, candidato à presidência em 2014, no segundo turno foi lembrada e cobrada, já que hoje ele se tornou réu por denúncias de corrupção em delações de executivos do grupo J&F. Marina disse desconhecer o envolvimento de Aécio com operações ilícitas e que, se fosse hoje, não daria seu apoio. 

Quer proteger seus investimentos das incertezas das eleições? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos