Eleição

Maranhão confirma eleição na Câmara na quarta-feira; conheça os candidatos

O acordo para a eleição na quarta-feira foi fechado na noite de ontem após reunião entre líderes partidários; sete deputados já se inscreveram

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Após muito debate e discussão sobre a data, o presidente em exercício da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), confirmou nesta segunda-feira (11), que a eleição para escolha do sucessor de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) será realizada na próxima quarta-feira (13). O acordo para a eleição na quarta-feira foi fechado na noite de ontem após reunião entre líderes partidários.

Após Cunha renunciar na última quinta-feira, muita discussão ocorreu entre Maranhão e os líderes dos partidos. O presidente interino da Casa havia marcado a eleição para quinta-feira, mas os partidários queriam que o pleito ocorresse na terça-feira. Até o momento, sete candidatos já formalizaram participação na eleição.

As regras foram estabelecidas durante a reunião de domingo e, segundo o primeiro-secretário da Câmara, Beto Mansur (PRB-SP), a eleição ficou marcada para 16h (horário de Brasília). Caso ocorra um segundo turno, haverá um intervalo de uma hora entre as sessões.

Aprenda a investir na bolsa

Os candidatos terão até 12h de quarta para se inscreverem e logo após ocorrerá o sorteio da ordem dos candidatos na urna. Essa ordem será a mesma de discurso dos candidatos. Cada candidato poderá discursar por até 10 minutos, sendo que os dois mais votados irão para o segundo turno, e caso ocorrer empate, vence o mais velho.

Até o momento sete deputados já se candidataram, mas os dois principais nomes – e favoritos -, Rogério Rosso (PSD-DF) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), ainda não formalizaram a participação no pleito.

Rosso presidiu a comissão especial do impeachment da Câmara e faz parte do chamado “centrão”, grupo de partidos da base de Michel Temer que apoiam Eduardo Cunha. Ele já confirmou que irá participar da eleição. Já Rodrigo Maia tem apoio do DEM, PPS, PSB e PSDB, partidos que também fazem parte da base de Temer, mas são adversários de Eduardo Cunha.

Além deles, a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do delator do mensalão Roberto Jefferson, e Beto Mansur (PRB-SP), primeiro-secretário da Câmara, também já confirmaram que irão disputar o pleito,.

Veja os outros nomes:

Fausto Pinato (PP-SP): advogado, tem 39 anos e está em seu primeiro mandato. Chegou a ser eleito relator do processo contra Cunha no Conselho de Ética, mas foi substituído.

PUBLICIDADE

Carlos Gaguim (PTN-TO): administrador, tem 55 anos e também está no primeiro mandato. Foi vereador e deputado estadual no Tocantins, estado que também governou após a cassação de Marcelo Miranda e do vice Paulo Sidnei pelo TSE, em 2009.

Carlos Manato (SD-ES): médico, tem 58 anos e está no quarto mandato na Câmara. É o atual corregedor da Casa e já ocupou cargos de suplente na Mesa Diretora.

Marcelo Castro (PMDB-PI): médico, 66 anos, foi ministro da Saúde do governo da presidente afastada, Dilma Rousseff. Como deputado, está no quinto mandato.

Fábio Ramalho (PMDB-MG): empresário, está no terceiro mandato consecutivo na Câmara. Ele já foi prefeito do município de Malacacheta (MG), entre 1997 e 2004.

Heráclito Fortes (PSB-PI): funcionário público, exerce o quinto mandato na Câmara. Ex-integrante do DEM, foi um dos principais opositores do governo Lula no Senado. Já comandou a prefeitura de Teresina.

Fernando Giacobo (PR-PR): segundo vice-presidente da Câmara. Foi eleito deputado federal pela primeira vez em 2002, pelo PPS, e reeleito em 2006, pelo PL (hoje PR). Nas últimas eleições, em 2014, teve 144 mil votos.