Não foi primeira vez...

Mantega é hostilizado novamente após jantar em restaurante em São Paulo

Ex-ministro ouviu as primeiras provocações e perguntou quem havia falado com ele; um senhor disse que tinha feito o comentário e disse que só não falaria mais em "respeito" à esposa do ex-ministro

SÃO PAULO – O ex-ministro da Fazenda Guido Mantega foi hostilizado novamente, desta vez ao sair de um restaurante italiano em São Paulo, onde jantava com a sua esposa na noite do último sábado. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Mantega ouviu as primeiras provocações e perguntou quem havia falado com ele. Um senhor disse que tinha feito o comentário e disse que só não falaria mais em “respeito” à esposa do ex-ministro. Mantega tentou responder, mas foi interrompido com vaias. 

Dois clientes defenderam Mantega e pediram educação aos demais, sendo que um pediu que o ex-ministro voltasse ao local; porém, Mantega foi vaiado novamente e deixou o local. Uma senhora também defendeu o ex-ministro. 

PUBLICIDADE

Não foi a primeira vez…
Esta foi a segunda vez que ele foi hostilizado em São Paulo. No início do ano, em fevereiro, ele deixou a lanchonete do hospital Albert Einstein depois de ser hostilizado por alguns presentes.

Na semana passada, o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha também foi hostilizado em um restaurante da capital paulista. Padilha dividia uma mesa com amigos quando foi hostilizado enquanto almoçava. Um cliente,  identificado como o advogado Danilo Amaral e que foi presidente da BRA Transportes Aéreos, levantou-se, bateu uma faca no copo de vidro e propôs um brinde ao político.

“Por favor, pessoal. Um minuto de atenção. Eu queria saudar a ilustre presença do ex-
ministro da Saúde Alexandre Padilha, que nos brindou com o programa Mais Médicos, com a presidente Dilma Rousseff, responsável pelo gasto de R$ 1 bilhão que nós todos, otários, pagamos até hoje. Parabéns”, ironizou o advogado.