Mantega diz que PIB do País cresceu entre 1,8% e 2% no segundo trimestre

Ministro afirma que não há novas desonerações no horizonte nacional, porém refutou a adoção de estratégias de saída

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – De Londres, onde está reunido com ministros dos outros países membros do Bric (Brasil, Rússia, Índia e China), o ministro da fazenda, Guido Mantega, afirmou que o PIB (Produto Interno Bruto) do País cresceu entre 1,8% e 2% no segundo trimestre deste ano, frente ao índice visto nos primeiros três meses do ano.

O ministro também afirmou que a economia nacional já apresentou “fortes sinais de aceleração” durante os meses de julho e agosto, segundo ele, por conta da retomada da produção industrial.

Medidas anticíclicas

Mantega aponta as medidas anticíclicas adotadas pelo governo como responsáveis pelo crescimento visto. Contudo, ele acredita que ainda não é o momento para se adotar estratégias de saída, no que é apoiado pelos demais membros do Bric.

Aprenda a investir na bolsa

“Estamos no rumo certo, sem necessidade de correção” afirma ele, que completa: “A economia voltará a andar sozinha no futuro, mas esse momento ainda não chegou”.

Por fim, o ministro revelou que não há novas desonerações à vista no panorama nacional, e manteve sua previsão de crescimento para o PIB nacional para 2009 e 2010 em 1% e 5%, respectivamente.

G-20

O encontro dos representantes do Bric antecede a reunião do G-20, marcada para este final de semana.