Economia

Mantega discute com Dilma situação da Argentina

Sem um diagnóstico preciso da extensão da crise, a Fazenda monitora o país vizinho e "aguarda os próximos passos do governo da presidente Cristina Kirchner"

Em um retorno inesperado a Brasília na manhã desta sexta-feira, dia 20, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, que estava em São Paulo – como é recorrente às sextas-feiras – reuniu-se com a presidente Dilma Rousseff em meio à preocupação da equipe econômica com a situação da Argentina.

Sem um diagnóstico preciso da extensão da crise, a Fazenda monitora o país vizinho e “aguarda os próximos passos do governo da presidente Cristina Kirchner”, como informou uma fonte da área econômica. No entanto, por ora, a avaliação é que a situação da Argentina é um problema localizado e sem efeitos sistêmicos, que não contaminaria o Brasil.

“O governo argentino ainda está avaliando a situação e o que pode ser feito em relação à decisão dos Estados Unidos, então ainda é precipitado fazer qualquer avaliação mais profunda”, informou a fonte.

PUBLICIDADE

Oficialmente, o Planalto silenciou sobre o tema do encontro, que não estava programado. Na quarta-feira, Mantega disse que “não podemos nos precipitar” quanto a conclusões envolvendo a situação da Argentina. Em seguida, ele reforçou: “Estamos dentro da normalidade”.