Em manifestação

Manifestantes xingam e vaiam ministro da Justiça na Avenida Paulista

José Eduardo Cardozo, que fazia uma caminhada pela região, foi xingado de ladrão por manifestantes que participam do ato contra o governo que contou até com a presença do "boneco inflado" de Lula

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em manifestação que ocorreu na Avenida Paulista, em São Paulo neste domingo (30), o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo foi alvo de hostilidades, sendo xingado e vaiado enquanto fazia caminhada pela região. 

A manifestação contou com a presença do Pixuleko, boneco inflável do presidente Lula vestido como presidiário, que reapareceu após “sofrer um ataque” e ser rasgado na última sexta-feira. 

Cardozo, que fazia uma caminhada pela região, foi xingado de “ladrão” por manifestantes que participavam de um ato marcado para até as 14h deste domingo. Um vídeo publicado pelo grupo Revoltados Online em seu Facebook mostra trechos do acontecimento e uma conversa com o ministro, que disse respeitar a manifestação.

PUBLICIDADE

Ao jornal O Estado de S. Paulo, ele afirmou: “é legítima a manifestação democrática, mas acho errado quando tem xingamento e intolerância”.

“Um manifestante me viu passando e chamou outros manifestantes, que vieram com celulares para filmar, enquantos alguns faziam um coro de xingamentos”, afirmou Cardozo, ressaltando que os xingamentos eram contra o PT.

O ministro entrou numa livraria dentro do Conjunto Nacional, sendo seguido pelos manifestantes. A loja chegou a ser fechada por alguns instantes. 

Integrantes do Movimento Brasil Melhor inflaram o boneco retratando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em frente ao prédio do TCU (Tribunal de Contas da União), por volta das 10h. O protesto chegou a ter um princípio de tumulto, quando manifestantes a favor do PT passaram a defender o governo e o ex-presidente. 

Cinco seguranças e um gradil foram contratados por R$ 2 mil e levados para isolar o boneco Pixuleko do público na avenida Paulista. Por volta das 14h os organizadores decidiram desmontar o boneco.