Protesto

Manifestantes atacam réu da Lava Jato na saída do depoimento

Almada foi ouvido pelo juiz Sérgio Moro em uma ação que investiga o pagamento de propina ao ex-ministro José Dirceu

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O ex-presidente da Engevix, Gérson Almada, foi cercado por pelo menos 20 manifestantes enquanto saía de depoimento à Justiça Federal em Curitiba (PR). Segundo informações do jornal O Globo, os manifestantes o chamaram de “ladrão” e “vagabundo” e exigiram saber quem foi que pagou o triplex que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva supostamente possui no Guarujá. 

Almada foi ouvido pelo juiz Sérgio Moro em uma ação que investiga o pagamento de propina ao ex-ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, que ainda espera para ser ouvido pelo juiz. Especula-se que o grupo quisesse atacar Dirceu, e não o executivo da Engevix. 

Advogados que chegavam ao prédio para acompanhar os depoimentos dos réus também foram alvos das agressões, de acordo com o Globo

Aprenda a investir na bolsa

Baixe agora a Carteira InfoMoney 2016! Basta deixar o seu email abaixo: