Manifestações

Manifestação das centrais sindicais interdita Rua da Consolação em SP

Organizadores do ato estimam que mil pessoas estejam presentes; PM estima que 100 pessoas participem do ato

arrow_forwardMais sobre
CUT

Manifestantes em apoio ao Dia Nacional de Luta em Defesa dos Trabalhadores interditam, hoje (7) no início da tarde, duas faixas da Rua da Consolação, no sentido centro de São Paulo. Organizadores do ato estimam que mil pessoas estejam presentes. A Polícia Militar calcula que 100 pessoas participem do ato. Os manifestantes pretendem seguir até a Praça da República, no centro da cidade.

A manifestação é formada por centrais sindicais em todo o país, com pauta de reivindicações ampla, que inclui a defesa da democracia, dos direitos trabalhistas, da Petrobras, do combate à corrupção, além das reformas política, agrária e da comunicação. Os manifestantes pedem também para que o Congresso não aprove o projeto de lei que libera a terceirização para todas as atividades das empresas.

Em São Paulo, representantes sindicais destacaram, por hoje ser Dia Mundial da Saúde, questões ligadas ao tema. O protesto teve início em frente à sede da Secretaria Estadual da Saúde, na zona oeste da cidade.

PUBLICIDADE