Mangabeira aceita convite de Lula para assumir secretaria que terá status de ministério

Mangabeira disse que aceita comandar a Secretaria Especial de Ações de Longo Prazo, a qual ainda será criada pelo Governo

SÃO PAULO – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva convidou nesta sexta-feira (20) Roberto Mangabeira Unger para assumir a Secretaria Especial de Ações de Longo Prazo do Governo Federal, pasta que ainda será criada e terá status de ministério.

Mangabeira aceitou o convite, mas seu nome só será anunciado formalmente depois que Lula discutir a sua indicação junto ao PRB, partido do qual o intelectual é fundador e vice-presidente. A secretaria vai reunir o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Núcleo de Assuntos Estratégicos (NAE).

Formado em advocacia e atual professor titular de direito na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, Mangabeira foi crítico do primeiro mandato de Lula, chegando a defender o impeachment do presidente em meio ao escândalo do mensalão.

Encontro com a oposição

PUBLICIDADE

Na última quinta-feira, o presidente Lula recebeu no Palácio do Planalto o presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati, na tentativa de melhorar a sinergia entre o Governo e a oposição.

No encontro, o tucano manifestou a sua intenção de dialogar com o Governo Federal sem embates diretos entre base aliada e a oposição, dando a idéia de que o PSDB vai manter o tom ameno de críticas a Lula em seu segundo mandato.

“O encontro demonstra um momento de maturidade na democracia do país. A relação civilizada e de diálogo entre oposição e Governo não deveria ser motivo de surpresas”, disse Jereissati.

Nos últimos dias, Governo e oposição têm entrado em atrito devido à instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) acerca da crise aérea nos aeroportos brasileiros.