Em seu aniversário

Maluf se diz envaidecido por ser “Sr. Propina” em campanha e compara Marina a militares

O deputado criticou Marina, comparando o discurso dela a de presidentes do período do regime militar, como Ernesto Geisel e Emílio Médici

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – No seu aniversário de 83 anos, o deputado Paulo Maluf (PP-SP) realizou uma carreata com direitos a fogos de artifício, chuva de papel picado e carro de som, e falou à Folha de S. Paulo sobre Marina Silva e sobre a campanha anticorrupção na Suíça em que é a “estrela”. 

Em campanha lançada ontem na Suíça, a ONG Transparência Internacional chamou Maluf de  “Mr. Kickback” -ou “Sr. Propina”. Contudo, ele ressaltou ter ficado envaidecido de estar “importunando” uma ONG na Europa. Segundo Maluf, membros da organização suíça estariam sendo processados por “coisas indecorosas”. 

Em seu aniversário, a Folha ressaltou que Maluf foi recebido com um carro de som com logotipo “loucuras de amor” no ponto de encontro para a carreata. Na sua chegada, foi tocada a música “parabéns da Xuxa”, da apresentadora Xuxa.

Aprenda a investir na bolsa

Sobre a impugnação de sua candidatura, o candidato à reeleição a deputado disse que irá recorrer ao TSE e afirmou que não há dúvida de que a Justiça eleitoral manterá sua candidatura. 

O deputado criticou ainda a candidata do PSB à sucessão presidencial, Marina Silva, comparando o discurso dela a presidentes do período do regime militar, como Ernesto Geisel e Emílio Médici. “Dizer que vai governar sozinha? Quem sabe [Adolf] Hitler, [Benito] Mussolini ou [Joseph] Stalin poderiam falar isso. Aqui, com a mídia livre, não pode acontecer”, afirmou, destacando que não vê condições administrativas e politicas para que ela governe.