Mais da metade dos eleitores acredita que Lula será reeleito em outubro

Apenas 18% dos entrevistados apostam na vitória de Geraldo Alckmin; Lula tem 40% das intenções de voto

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Segundo levantamento publicado pelo instituto Datafolha no último final de semana, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue como o preferido dos eleitores para ocupar as eleições presidenciais desse ano.

A sondagem mostrou que Lula segue na liderança com 40% das intenções de voto, ligeira queda frente aos 42% registrados na última medição. No entanto, a disputa pelo segundo lugar ficou mais acirrada.

Diferença entre o segundo e terceiro colocados diminuiu

A diferença entre o segundo e terceiro colocados diminuiu de forma mais expressiva. O candidato Geraldo Alckmin (PSDB) continua à frente na disputa na disputa pelo segundo lugar, mas as intenções de voto no tucano caíram de 23% para 20%. Já Anthony Garotinho (PMDB) cresceu de 12% para 15%.

Aprenda a investir na bolsa

O levantamento nacional foi realizado nas últimas quinta e sexta-feira e 3.795 pessoas em 182 municípios do país foram consultadas. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Imagem do presidente Lula

Em relação à imagem do presidente, a pesquisa Datafolha mostrou que 37% dos eleitores acreditam que Lula tem “muita responsabilidade” nos casos de corrupção ocorridos em seu governo.

Somados os que acham que Lula tem “muita responsabilidade” e “um pouco de responsabilidade”, o percentual sobe para 83%.

A taxa dos que consideram seu governo ótimo ou bom oscilou de 38% para 37%. Já a dos que o acham regular se manteve em 38% e a dos que definem sua atuação como ruim ou péssima permaneceu em 23%.

Eleitores apostam a reeleição de Lula

A pesquisa Datafolha revelou ainda que 52% dos eleitores acreditam que o presidente Lula será reeleito nas próximas eleições. Apenas 18% dos entrevistados apostam na vitória de Geraldo Alckmin. Anthony Garotinho é apontado com o vencedor das próximas eleições por 10% dos entrevistados.