AO VIVO Análise Técnica na prática: como um trader ganha dinheiro na Bolsa?

Análise Técnica na prática: como um trader ganha dinheiro na Bolsa?

Maioria dos paulistanos não estão satisfeitos com as suas condições de moradia

Pesquisa do Ibope, a pedido do Movimento Nossa São Paulo, revela que 58% estão totalmente insatisfeitos com suas casas

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Apesar de 63% dos paulistanos considerarem sua vida na cidade “muito interessante”, o quesito moradia não é um atrativo para 58%, aponta pesquisa do Ibope, feita a pedido do Movimento Nossa São Paulo.

A 2ª edição do levantamento “Viver em São Paulo” revelou que 58% dos paulistanos entrevistados estão “totalmente insatisfeitos” com as condições de moradia, contra apenas 1% que se sentem “totalmente satisfeitos”.

Nesse aspecto, 32% estão “insatisfeitos”, enquanto 8% estão apenas “satisfeitos”.

Piora da percepção

Aprenda a investir na bolsa

Se comparada com os números de janeiro do ano passado, a satisfação com a moradia de quem mora na cidade caiu.

Os índices apontam que, no primeiro mês de 2008, 62% estavam “totalmente insatisfeitos” e 26% “insatisfeitos”.

Por outro lado, o número de pessoas que se sentiam “totalmente satisfeitas” e “satisfeitas” diminuiu, já que janeiro registrava 2% e 10% para esses índices, respectivamente.

Habitação Popular

Aqueles que moram em habitações populares concentram os melhores percentuais de satisfação. Em janeiro do ano passado, 4% estavam “totalmente satisfeitos” com a moradia, enquanto 59% estavam “totalmente insatisfeitos”.

Os dados revelam que 28% desses paulistanos estavam “insatisfeitos” e 9% estavam “satisfeitos” com suas habitações.

Em novembro de 2008, 58% estavam “totalmente insatisfeitos”, 4% “totalmente satisfeitos”, 31% “insatisfeitos” e 7% estavam “satisfeitos” com sua casa.

Sobre a pesquisa

PUBLICIDADE

O levantamento “Viver em São Paulo” entrevistou 1.512 moradores da cidade de São Paulo, com idade acima de 16 anos, no período de 18 a 29 de novembro. A margem de erro máxima é de 3 p.p. para mais ou para menos.