Privatização

Maia diz que pediu para presidente da Eletrobras conversar com bancadas

No último dia 21 de agosto, Maia disse que a ideia era montar um projeto que torne viável o investimento privado na estatal

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que pediu ao presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior, conversar com as bancadas do parlamento sobre as necessidades da empresa.

Na segunda-feira, 2, ele se reuniu com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para falar sobre o projeto da desestatização da Eletrobras.

“Pedi que o presidente da Eletrobras fizesse essa apresentação às bancadas, para que a gente compreenda onde chegamos hoje com o sistema Eletrobras, o que está tornando inviável um volume maior de investimentos”, afirmou Maia.

PUBLICIDADE

Questionado se será enviado um projeto novo, ele disse que isso seria necessário perguntar para o governo.

“Precisa compreender que não há nenhum problema nosso em relação à valorização dos funcionários da Eletrobras ou dos servidores do governo federal. O problema é que a cada dia que passa estamos tendo menos recurso para investimento”, afirmou Maia nessa terça-feira, 3.

No último dia 21 de agosto, Maia disse que a ideia era montar um projeto que torne viável o investimento privado na estatal, com regulação forte e distribuição de recursos para as regiões atendidas pela companhia.

O governo do ex-presidente Michel Temer enviou um projeto de lei ao Congresso, que não foi votado por causa de pressões de parlamentares das regiões em que a companhia atua.

Segundo o presidente da Câmara, a necessidade de investimentos da Eletrobras atinge cerca de R$ 16 bilhões por ano. Sem esses investimentos, a companhia corre o risco de perder grande parcela da sua participação no mercado.

Quer saber tudo sobre as apostas dos maiores especialistas em análise de risco político do Brasil? Insira seu e-mail abaixo e receba com exclusividade o Barômetro do Poder: