Argentina

Macri diz que Argentina manterá diálogo com governo Temer

O presidente Maurício Macri tem evitado fazer qualquer comentário sobre a politica interna brasileira

O governo argentino emitiu um breve comunicado, para dizer que “respeita o processo institucional” no Brasil e que “continuará dialogando com as autoridades constituidas, para seguir avançando no processo de integracao bilateral e regional”.

O presidente Maurício Macri tem evitado fazer qualquer comentário sobre a politica interna brasileira.

Sempre que perguntado sobre o assunto, ele tem manifestado a esperança de que o parceiro estratégico da Argentina supere o quanto antes a crise, até porque ela afeta a economia dos vizinhos.

PUBLICIDADE

Enquanto os senadores brasileiros votavam, a Frente Argentina para a Democracia promovia uma marcha, ontem (11), contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Organizações sociais de esquerda realizaram um ato, no obelisco, para cobrar do governo e do Congresso da Argentina uma condenação ao que consideraram ser “um golpe institucional”.

Depois, os manifestantes interromperam o trânsito para marchar até a porta da Embaixada do Brasil em Buenos Aires.

A votação no Senado foi acompanhada ao vivo pelos sites dos principais jornais argentinos. O afastamento de Dilma Rousseff e o perfil de Michel Temer, que assume como presidente em exercício, foram manchete na imprensa argentina.