Corrupção

Lupi diz que PT “roubou demais” e se esgotou; petista devolve o chamando de “boquirroto”

Ex-ministro afastado por denúncias de corrupção critica desvios no governo petista e afirma que Bolsa Família criou "dependência"

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Um dia após a divulgação do balanço da Petrobras (PETR3; PETR4), no qual a estatal registrou baixas contábeis por corrupção em R$ 6,2 bilhões, o ex-ministro nos governos Lula e Dilma e presidente do PDT, Carlos Lupi, disse que os petistas “roubaram demais”. Isso seria responsável, na sua opinião, pelo esgotamento do partido, de acordo com informações do Estado de S. Paulo

“O PT exauriu-se, esgotou-se. Olha o caso da Petrobras. A gente não acha que o PT inventou a corrupção, mas roubaram demais. Exageraram. O projeto deles virou projeto de poder pelo poder”, disse o pedetista, que foi tirado do Ministério do Trabalho por suspeitas de corrupção em 2011.  

Além de falar da corrupção no partido, Lupi ainda criticou o Bolsa Família, dizendo que o programa é positivo por tirar milhões da miséria, mas que criou-se uma dependência e hoje faz com que os beneficiários não tenham estímulos para trabalhar. 

PUBLICIDADE

Diante das declarações, as lideranças do PT reagiram com desdém. O líder do partido no Senado, Humberto Costa (PT), chamou Lupi de “boquirroto”. 

O próprio representante do PDT no governo, Manoel Dias, ministro do Trabalho, disse que a versão apresentada pelo colega a ele foi mais branda, sem as críticas pesadas ao PT e ainda afirmou não se sentir constrangido por permanecer no governo. 

Interlocutor da presidente Dilma Rousseff (PT) ouvido pelo periódico e que não quis se identificar disse que as falas de Lupi desagradaram ao partido e ao governo, mas que a relação entre as duas siglas não sai prejudicada e que uma resposta teria de partir do próprio PT.