Lula reúne-se com ministros para fazer balanço sobre o PAC

Lula fica satisfeito com os resultados apresentados e diz que tentará resolver problemas que atrasem o Programa

SÃO PAULO – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizou nesta sexta-feira (4) uma reunião com oito ministros (Casa Civil, Transportes, Fazenda, Comunicação Social, Cidades, Integração Nacional, Planejamento e Minas e Energia), e também com os presidentes da Infraero, BNDES e Petrobras.

A reunião teve como objetivo fazer um balanço sobre o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), que foi lançado há cerca de cem dias como principal projeto do segundo mandato de Lula. O presidente ficou satisfeito com os números apresentados pela equipe.

Lula disse aos presentes na reunião que tentará resolver os impasses que podem atrasar o andamento de algumas obras que fazem parte do projeto, como a liberação das hidrelétricas do rio Madeira, que ainda não obtiveram aprovação do Ibama.

Programa deve ser agilizado de acordo com Lula

Segundo afirmação do governador da Bahia Jacques Wagner, Lula disse que deseja maior velocidade na implantação do PAC no segundo semestre. Como relatório teve a publicação adiada, o governo deseja rebater às críticas de que não estaria conseguindo transformar em realidade o projeto lançado em janeiro.

O PAC prevê investimentos de R$ 503,9 bilhões entre 2007 e 2010. Desse total, R$ 67,8 bilhões viriam do Orçamento da União no período. Neste ano, a meta é investir R$ 24,4 bilhões de recursos orçamentários. Na quinta-feira, o Conselho Curador do FGTS aprovou medidas para reduzir custos e exigências para financiamentos de projetos do PAC. O Programa prevê o uso de R$ 3 bilhões do FGTS para financiar obras de saneamento.