Lula rejeita terceiro mandato presidencial e reforça aposta em Dilma Rousseff

Presidente brasileiro aposta em recuperação da ministra chefe da Casa Civil, que luta contra graves problemas de saúde

SÃO PAULO – Em viagem à China, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a negar sua candidatura a um terceiro mandato presidencial, após especulações serem reforçadas pelos problemas de saúde enfrentados pela pré-candidata do governo à presidência, a ministra Dilma Rousseff.

Lutando contra um linfoma (câncer no sistema linfático), a chefe da Casa Civil permanece internada no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após ser diagnosticada com uma inflamação muscular decorrente de seu tratamento quimioterápico.

As crescentes incertezas sobre a capacidade de Dilma Roussef manter-se como uma opção viável para a eleição de 2010 inflaram as especulações sobre uma nova candidatura de Lula.

PUBLICIDADE

“Eu não discuto essa hipótese. Primeiro, porque não tem terceiro mandato. Segundo, porque a Dilma está bem”, afirmou o presidente, que cumpria agenda de sua viagem à China em visita à agência espacial do país.

Constituição

As regras eleitorais definidas atualmente pela constituição brasileira impedem um terceiro mandato presidencial. Contudo, a norma pode ser alterada por meio de emenda constitucional e já conta até com uma possível proposta, do deputado federal Jackson Barreto (PMDB-SE).