Lula pretende aumentar participação do PMDB no ministério

O partido, que já possui as pastas de Minas e Energia, Saúde e Comunicações, pode ganhar mais uma vaga

SÃO PAULO – O presidente do PMDB, Michel Temer, afirmou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva irá aumentar a participação de seu partido quando anunciar a reforma ministerial.

Temer e os líderes da legenda na Câmara, Henrique Alves, e no Senado, Valdir Raupp, encontraram-se nesta tarde com o presidente, que afirmou que a decisão deve sair em 20 dias.

Partido pode perder pasta da Saúde

O PMDB, que já possui patas (Minas e Energia, com Silas Rondeau, e Comunicações, com Hélio Costa), pode receber mais dois ministérios e alguns cargos de segundo escalão. O partido não sabe se vai manter o ministério da Saúde.

PUBLICIDADE

Temer afirmou que a legenda não reivindicou nenhuma vaga e não irá interferir na decisão do presidente. Ele também negou que Lula tenha cobrado maior apoio do partido em troca dos cargos.

Decisões

A decisão sobre a equipe sai depois das eleições à presidência do Senado e da Câmara dos Deputados, em que venceram os candidatos do PMDB e do PT, respectivamente.

Agora Lula pretende ampliar o apoio ao governo. Ele deve conversar com representantes de todos os partidos da base aliada antes de decidir a formação do novo ministério.