Lula pedirá para base aliada o fim das discussões sobre possível terceiro mandato

Proposta que permite uma segunda reeleição para presidente, governadores e prefeitos, é aceita pela Câmara

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou nesta sexta-feira (5) que irá pedir para que os parlamentares da base aliada encerrem as discussões a respeito de um possível terceiro mandato. “A alternância de poder é muito importante para o Brasil. Eu já fui presidente por oito anos, vou conversar com a base aliada porque não vejo sentido as pessoas ficarem discutindo pelo terceiro mandato”, declarou.

Segundo o presidente, o nervosismo da oposição frente à possibilidade de ele passar mais quatro anos no poder é um fato “engraçado”. Para Lula, não há motivos para que eles se incomodem com a proposta de um referendo sobre o tema, apresentada à Mesa Diretora da Câmara pelo deputado Jackson Barreto (PMDB-SE), na véspera.

Referendo

“Acho, de vez em quando, engraçado o nervosismo da oposição com essa hipótese, até porque o Congresso não está propondo o terceiro mandato, mas um referendo. E as pessoas podem derrotar um referendo na hora que quiserem”, afirmou.

PUBLICIDADE

A proposta de emenda à Constituição que permite uma segunda reeleição para presidente, governadores e prefeitos, foi aprovada na noite de quinta-feira (4) com 182 assinaturas válidas. No dia 28 de maio, a primeira tentativa de tramitação do documento não funcionou devido a alguns parlamentares que decidiram retirar seus nomes da proposta, que foi devolvida por insuficiência de assinaturas.