Panos quentes

Lula pede a aliados do PT que amenizem críticas a Dilma, diz Folha

O ex-presidente pondera que o PT não vai se recuperar se o governo permanecer na mira de artilharia e seria um erro ampliar o afastamento entre as duas instâncias

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preocupado com o desgaste da sua sucessora, Dilma Rousseff, no cargo. E, em conversas recentes, ele teria pedido que aliados trabalhem para amenizar o tom dos ataques públicos feitos pelos seus correligionários ao governo, segundo informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo

Lula pondera que o PT não vai se recuperar se o governo permanecer na mira de artilharia e seria um erro ampliar o afastamento entre as duas instâncias.

O ex-presidente critica a condução da política econômica, mas desencoraja o ataque pesado do PT ao ministro da Fazenda Joaquim Levy. E, de acordo com interlocutores ouvidos pelo jornal, o humor de Lula em relação ao governo mudou com a melhor articulação política e as aprovações das medidas de ajuste fiscal e a aprovação de Edson Fachin como ministro do STF (Supremo Tribunal Federal). 

PUBLICIDADE

E, de acordo com outra reportagem da Folha do fim de semana, Lula disse a aliados que só teria condições de ser candidato do PT e concorrer nas próximas eleições presidenciais, em 2018, caso a avaliação da presidente Dilma Rousseff melhore.