Não poupa nem aliado

“Lula foi atingido por um maremoto e perdeu a aura da invencibilidade”, diz Sarney

Em coluna, o peemedebista afirmou que o Brasil está passando por um tsunami político, que pode ser um obstáculo para o partido de Dilma se manter no poder.

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A ausência do senador José Sarney (PMDB) do cenário eleitoral já causava estranheza. Depois de dizer que Marina Silva, do PSB, tem cara de santinha e vontade de ódio, o peemedebista afirmou que o Brasil está passando por um tsunami político, que ameaça as possibilidade de o PT se manter à frente da presidência da república.

Em sua coluna no jornal espanhol El País, Sarney explicou que os rumores em torno do partido enfraquecem até mesmo Luiz Inácio Lula da Silva, que chegou a ser cogitado para substituir Dilma como presidenciável do PT. “Lula foi atingido por um maremoto e perdeu aura da invencibilidade, embora mantenha seu carisma e continue sendo a maior liderança  do Brasil”.

Além disso, Sarney destacou que Lula estaria se afastando da disputa eleitoral, diante do cenário adverso enfrentado pelos petistas. “O presidente Lula dá sinais de não desejar engajar-se num pacto de morte e se afasta de um duelo fatal.”

Aprenda a investir na bolsa

No texto, o senador admitiu que o PMDB estava dividido quando decidiu apoiar a candidatura de Dilma e pontuou que isso só se concretizou após Michel Temer ser confirmado como vice-presidente na chapa.

Marina foi criticada novamente pelo líder peemedebista, que a classificou como uma incógnita, fundamentalista, de capacidade limitada, que deixou uma marca de radicalismo em sua passagem pelo Senado e pelo Ministério do Meio Ambiente.