Decisão desfavorável

Lula fez desabafo após voto de Rosa Weber e admitiu a aliados que está fora das eleições

O ex-presidente disse que nunca alimentou expectativas sobre o voto dela e chegou a ironizar a crença dos petistas

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em desabafo logo após o voto da ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Rosa Weber – que era considerada uma “incógnita” sobre o seu posicionamento sobre o seu pedido de habeas corpus –  o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que nunca alimentou expectativas sobre o voto dela e chegou a ironizar a crença dos petistas, informa a Folha de S. Paulo. 

“Só vocês acreditaram nisso”, disse o petista, em referência à esperança de um voto favorável de Rosa. A ministra decidiu por negar habeas corpus a ele.

Lula também insistiu na tese de que existe um golpe para tirá-lo das eleições e que os responsáveis não desistiriam dele no momento: “não iam dar o golpe para me deixarem ser candidato”, frase esta também destacada pelo o jornal O Estado de S. Paulo

PUBLICIDADE

Segundo o jornal, a frase foi interpretada por dirigentes e lideranças petistas como uma admissão de que está fora da eleição, embora o PT publicamente insista em manter o discurso sobre a manutenção da candidatura à presidência, mesmo que o ex-presidente vá para a cadeia. 

Lula ficou em uma sala sem TV durante praticamente toda a sessão do Supremo, assistiu a trechos do voto do ministro Luís Roberto Barroso, mas desistiu pouco depois da metade. Após a declaração do voto da ministra, ele conversou com aliados e foi refratário ao ser informado sobre futuros passos legais que teria à sua disposição.

O julgamento foi encerrado na madrugada, dando o resultado esperado. Por 6 votos a 5 contra, foi rejeitado o pedido de habeas corpus de Lula. Assim, a defesa do ex-presidente esgota as possibilidades de recorrer contra sua eventual prisão. 

Quer driblar o risco político e ganhar dinheiro com segurança nessas eleições? Clique aqui e abra sua conta na Clear