Língua afiada

Lula fala sobre Petrobras, ataca imprensa e declara: mercado não elege presidente

Em evento na Bahia, o ex-presidente afirmou que imprensa não fala o que há de bom no Brasil e ainda diz que quem vota é o povo e não o mercado

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em um ato do PT da Bahia realizado em Salvador nesta sexta-feira (27), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez duras declarações tanto ao mercado financeiro como para a imprensa, além de ressaltar a importância das pessoas se interessarem por política. Durante o evento, ele afirmou que o mercado financeiro nunca foi decisivo para uma eleição, ressaltando que o povo brasileiro é quem elege o presidente da República.

“Esse mercado nunca votou em você nem em mim, quem vota na gente é esse povo”, disse Lula durante o discurso realizado no ato. Ele ainda ressaltou o aumento do consumo por parte da população como forma de destacar a ascensão social das famílias no País. Durante o evento, Lula aproveitou também para atacar a imprensa, dizendo que a mídia “esconde” o que há de positivo no Brasil, citando a mais recente concessão de exploração de petróleo à Petrobras.

“A televisão, o rádio e os jornais não noticiam o que é bom para nosso país. Nesta semana, Dilma fez mais uma concessão à Petrobras, mas um jornal disse o seguinte; ‘Dilma faz mais uma concessão para resolver seu problema do superávit primário’. Viram? Dilma não quer resolver problema dela. Dilma quer fortalecer ainda mais a maior e mais importante empresa, a Petrobras, que é de todos os brasileiros”, afirmou no discurso.

Aprenda a investir na bolsa

Ainda sobre o que ele chama de “complexo de vira-lata”, o ex-presidente falou sobre a economia mundial e a forma como a imprensa trata as notícias de outros países. “Temos que perguntar em qual país, com exceção da China, o PIB cresce mais do que no Brasil. O complexo de vira-lata é tão grande, que eu vou dar um exemplo a vocês. A manchete de um jornal diz o seguinte: ‘O PIB americano caiu 2,9%’. E qual são as palavras seguintes? ‘Mas a economia já dá sinais de recuperação”.

Para o ex-presidente, quem sofre mais no País é a maioria que não se envolve com política. “A desgraça de quem não gosta de política é que é governado por quem gosta”, afirmou. Segundo ele, “negar a política é a pior coisa que pode ocorrer a uma nação”.