Lula exalta fábrica de chips e dispara que educação fará do Brasil potência econômica

Para o presidente, inauguração é "divisor" na história da inovação tecnológica no país; para ele, Brasil necessita de "nova cara"

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em seu programa semanal, Café com o Presidente, Luiz Inácio Lula da Silva enfatizou a necessidade de dar “uma nova cara” para o país por meio de investimentos maciços no setor de educação. Segundo ele, tal ato transformaria o país em uma potência econômica.

O presidente lembrou que houve a inauguração de 78 escolas técnicas na última semana e reiterou que, até o fim de 2010, haverá um total de 354 unidade prontas – hoje o número é de 141. “Ainda é pouco diante das necessidade que o Brasil têm de investimento na educação – sobretudo no ensino médio”, afirmou Lula.

“Divisor” na história
Além disso, o presidente também discorreu sobre a inauguração da primeira fábrica de chips do país e única na América Latina, localizada em Porto Alegre (RS) no Centro Nacional em Tecnologia Eletrônica Avançada. Para ele, a inauguração é um “divisor” na história de inovação tecnológica do país.

Aprenda a investir na bolsa

No local – que por ora produz apenas chips para rastreamento de rebanhos bovinos -, o ministério de Ciências e Tecnologia investiu R$ 400 milhões.

“A coisa mais extraordinária é que, em 60 dias, nós conseguimos trazer de volta para o Brasil praticamente 100 engenheiros para trabalhar nessa fábrica – pessoas que são altamente qualificadas e que estavam, por falta de oportunidades, trabalhando no exterior”, sublinhou o presidente. “É isso que vai dar ao Brasil a dimensão de uma grande nação. O Ceitec é apenas o começo de uma caminhada do Brasil para um futuro muito promissor”, concluiu.